O barulho pode ser algo extremamente desagradável. Não é à toa que esse é um dos principais motivos de discórdia entre vizinhos. Mas o que fazer quando esse barulho não existe no ambiente, mas está na nossa cabeça? Esse é o caso do zumbido no ouvido.

Uma estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), mostrou que o zumbido no ouvido seria notado por cerca de 25% da população mundial até o ano de 2020.

Existem muitas causas para esse problema e, em alguns casos, ele é irreversível. Por isso, vamos dar algumas dicas para que você lide com ele, ok?

As causas do zumbido no ouvido

Antes de aprendermos a lidar com essa condição, é importante entender que ela pode, sim, ser tratável. O zumbido no ouvido pode ser um sintoma de alguma doença, como a fadiga auditiva.

Nesse caso, quando é um sintoma, o problema pode ser tratado corrigindo a sua causa. Contudo, existem quadros que não podem ser tratados.

Como sabemos, o som é propagado por meio de ondas. Essas ondas são captadas pelo nosso sistema auditivo e transformadas em impulsos elétricos. Esses impulsos elétricos são lidos pelo nosso cérebro e transformados naquilo que entendemos como som.

Em alguns casos, as estruturas que compõem nosso sistema auditivo começam a gerar esses impulsos elétricos, mesmo sem a existência de ondas sonoras (som) no ambiente.

É como o chiado de um rádio que não está sintonizado. Ainda que o aparelho não receba ondas de uma emissora, ele está fazendo um ruído. Agora, vamos aprender a lidar com essa condição?

1. Evite o silêncio absoluto

Se esse ruído lhe causa incômodo, uma forma de lidar com ele é evitando o silêncio absoluto no ambiente. Deixe a televisão ligada em um volume baixo, coloque uma música no ambiente etc.

Isso vai fazer com que a sua mente direcione a atenção para o barulho ambiental e se esqueça do zumbido no ouvido.

Em alguns casos, nem é preciso produzir barulho. É comum que já exista um grande volume de ruídos ambientais onde você mora, desde o barulho do trânsito, dos vizinhos, de cães latindo etc. Como esses sons são muito comuns, é natural que nos esqueçamos deles.

2. Faça exercícios físicos

Um dos grandes desafios para quem sofre de zumbido no ouvido é conseguir dormir à noite. Em alguns casos, essas pessoas recorrem a medicamentos para poder pegar no sono.

No entanto, uma das grandes vantagens do exercício físico é que ele consegue induzir o nosso corpo ao sono, devido ao cansaço. Se você está com problemas de insônia, procure incluir uma atividade física à sua rotina.

3. Medite

Existe uma grande variedade de estudos sugerindo os benefícios da meditação, prática milenar que faz parte de religiões comuns na Ásia, como o budismo, o hinduísmo e o xintoísmo.

O grande desafio da meditação é aprender a lidar com as distrações dos nossos pensamentos. É impossível deixar de pensar — e a meditação não propõe isso. O que ela propõe é que não nos deixemos levar pelos pensamentos, incluindo os pensamentos de raiva que podem surgir por causa dos ruídos.

4. Faça tratamento psicológico

Quando a pessoa não consegue lidar de forma saudável com o zumbido no ouvido, ela pode se deixar levar por emoções, como a raiva, ficando estressada ou deprimida.

Portanto, trabalhar para que esse ruído não desencadeie uma série de problemas psicológicos é muito importante. Conversar com um psicólogo pode ajudá-lo a lidar melhor com as suas emoções, de modo a melhorar a maneira como você lida com os seus problemas.

5. Faça terapia TRT

A terapia Tinnitus Retraining Therapy (TRT) propõe uma série de métodos para que o zumbido no ouvido deixe de ser um problema para o paciente. Entre esses métodos, está a criação de um segundo som, com o objetivo de abafar o zumbido.

Nesse caso, esse tratamento faz uso de aparelhos auditivos. O aparelho cria um som que não incomoda a mente da pessoa, principalmente depois que ela se acostuma com ele.

Isso já ocorre com os barulhos gerados pelos equipamentos que fazem parte do nosso dia a dia. Muitos ruídos, como o da geladeira, computador, ventilador etc. são ignorados por nossa mente e nós só nos damos conta deles quando prestamos atenção.

Como vimos, a condição de viver com zumbido no ouvido atinge a milhões de pessoas em todo o mundo. Por isso, é importante buscar ajuda médica para iniciar um tratamento que possa ajudá-lo a conviver com essa situação.

WhatsApp chat